Conferencistas convidados

Manuel Arias Maldonado (1974) é Professor Titular de Ciência Política na Universidade de Málaga, onde se licenciou em Direito e defendeu uma tese em Ciência Política galardoada com o Prémio Extraordinário de Doutoramento. Tem sido bolseiro Fulbright na Universidade de Berkeley (2004-2005), Salvador de Madariaga no Rachel Carson Centre da Universidade de Munique (2011) e no Departamento de Estudos Ambientais e Estudos em Animais da Universidade de Nova Iorque (2017) além de investigador visitante nas universidades de Munique, Keele, Oxford e Siena. A sua investigação académica tem girado principalmente em torno da dimensão política e filosófica do ambiente, a teoria da democracia, o liberalismo político, novas tecnologias, o populismo e a afetividade política. É o autor das monografias Sueño y mentira del ecologismo. Naturaleza, sociedad, democracia (Siglo XXI, 2008), Real Green. Sustainability after the End of Nature (Ashgate, 2012; Prémio Melhor Livro do Ano concedido pela Associação Espanhola de Ciência Política), Environment & Society. Socionatural Relations in the Anthropocene (Springer, 2015) La democracia sentimental. Política y emociones en el siglo XXI (Página Indómita, 2016) y Antropoceno. La política en la era humana (Taurus, 2018). Em janeiro 2019 aparecerá Fe)Male Gaze, ensayo sobre las relaciones entre hombre y mujer en la era del #metoo Nuevos Cuadernos de Anagrama. Publicou artigos em inúmeras revistas académicas nacionais e internacionais. A sua atenção à teoria política é compatível com a crítica cultural e o ensaísmo. É colaborador regular de Revista de Libros (onde também organiza o blog Torre de marfil), Letras Libres (de cujo conselho editorial é membro), Revista de Occidente, Cuadernos Hispanoamericanos ou Lettre International Deutschland, entre outros. É membro do Conselho de Redação da Revista Espanhola de Ciência Política e do Conselho Consultivo da coleção de Estudos Políticos da CEPC.

 

Orfeu Bertolami nasceu em São Paulo, Brasil, em 1959. Licenciado em Física pela Universidade de São Paulo em 1980, obteve o mestrado no Instituto de Física Teórica em São Paulo em 1983, o Grau Avançado em Matemática na Universidade de Cambridge no Reino Unido em 1984 e o doutoramento em física teórica na Universidade de Oxford em 1987.
Desenvolveu actividades de investigação no Institut für Theoretische Physik em Heidelberg, Alemanha, no Centro Europeu de Investigação Nuclear (CERN) em Genebra, na secção de Turim do Istituto Nazionale de Fisica Nucleare e na Universidade de Nova Iorque. Foi, de 1991 a 2010, professor no Departamento de Física do Instituto Superior Técnico e é actualmente Professor Catedrático no Departamento de Física e Astronomia da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto. Publicou cerca 330 artigos científicos, em livros, jornais, actas de conferências, 190 dos quais em revistas especializadas com arbitragem nas áreas da astrofísica, cosmologia, física e propulsão espacial, gravitação clássica e quântica, teorias das cordas quânticas e sobre o Sistema Terrestre.
Já apresentou cerca de seis dezenas de palestras convidadas em conferências internacionais e mais de duas centenas de seminários especializados em universidades e centros de investigação na Europa, Rússia, Coreia do Sul, China, Japão, Brasil, Argentina, Chile e nos Estados Unidos. Tem participado em actividades de divulgação apresentando muitas dezenas de palestras sobre temas como a unificação das interacções fundamentais da Natureza, o Big Bang, a estrutura em larga escala do Universo, as explosões de raios gama, a origem da vida, ciência e literatura, a vida e a obra de Albert Einstein e Galileo, o Sistema Terrestre e sobre o Projecto Casa Comum da Humanidade.
Foi galardoado com o terceiro prémio da Gravity Research Foundation dos Estados Unidos em 1999, com o Prémio União Latina de Ciência em 2001, o Prémio Universidade Técnica de Lisboa/Santander Totta de excelência científica nas áreas de Biofísica e Física em 2007, e com a menção “Outstanding Referee” da American Physical Society em 2013. Colabora em projectos internacionais sobre a matéria e a energia escura, física fundamental no espaço e sobre o Sistema Terrestre. Foi membro do Galileo Science Advisory Committee da Agência Espacial Europeia.de 2008 a 2013.
É autor do “Livro das Escolhas Cósmicas”, publicado pela Gradiva em 2006, uma narrativa da história da física do Universo da antiguidade até os nossos dias. É co-autor, com Martin Tajmar, do texto sobre um putativo controle da gravitação para fins de propulsão, publicado pela Agência Espacial Europeia em 2002; é co-autor e co-organizador do livro “Do Big Bang ao Homem” e do livro texto “Seis Breves Apontamentos de Cosmologia Contemporânea” escrito em co-autoria com Jorge Páramos, publicados em 2015 e 2016, respectivamente pelas Edições da Universidade do Porto.

 

Frederico Francisco (1986) é natural de Cascais, Portugal, e fez a sua formação em Engenharia Aeroespacial no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, tendo concluído o mestrado em 2009. Prosseguiu os estudos na mesma instituição com o doutoramento em Física obtido em 2014.

A sua tese de doutoramento com o título “Anomalias de Trajectória em Sondas Interplanetárias” recebeu o prémio “Springer Theses” da Spriner- Verlag e foi publicada em livro pela mesma editora. Como parte importante deste trabalho inclui-se o desenvolvimento do método de cálculo de acelerações de origem térmica que permitiu resolver a “Anomalia da Pioneer”, problema que esteve em aberto durante cerca de 15 anos. A aplicação destes métodos a outras sondas no sistema solar, com a importância que tem enquanto teste à Relatividade Geral, valeu-lhe também a atribuição da Medalha Zeldovich 2018 pela Academia Russa de Ciências e a COSPAR (Commission on Space Research).

Actualmente é bolseiro de pós-doutoramento na Faculdade de Ciência da Universidade do Porto, onde também é docente. Além da continuação da linha de investigação principal no domínio das ciências do espaço, tem também desenvolvido algum trabalho em áreas mais diversas como o transporte ferroviário ou a sociologia da ciência. Está agora também envolvido no desenvolvimento de um modelo físico para o Sistema Terrestre.

Tem 10 artigos publicados em revistas internacionais com arbitragem científica, 1 livro técnico publicado por editora internacional, 4 publicações em actas de conferências internacionais e 2 capítulos em livros de interesse geral publicados em Portugal, além de várias apresentações orais por convite e alguns artigos de opinião em jornais de circulação nacional.